Em um passado não muito distante, a área de compras era vista como um setor operacional, com muitas tarefas manuais e baixo nível de controle.

As decisões de compras eram pouco baseadas em análise de dados  e estratégia de negócios.

Mas, à medida que as empresas reconheceram o impacto do setor nos resultados financeiros, a gestão de compras eficiente passou a ser considerada fundamental para o sucesso das organizações.

Uma das principais transformações ocorreu com a evolução de tecnologias para automatizar os processos de compras, como o e-Procurement, liberando os compradores da rotina operacional para atuar com estratégia e inteligência.

Essas soluções proporcionam controle e visibilidade, da requisição ao pagamento, e permitem uma gestão de compras mais ágil, transparente e eficiente.

Além disso, a adoção de práticas sustentáveis é considerado um diferencial competitivo importante.

Empresas que integram critérios ambientais, sociais e de governança (ESG) em suas estratégias de compras, não apenas promovem a sustentabilidade corporativa, mas também minimizam riscos relacionados à cadeia de fornecimento.

Essa abordagem também abre caminhos para inovações, maior eficiência e competitividade no mercado.

Empresas que lideram na implementação de critérios ESG também podem se beneficiar de incentivos financeiros, como melhores condições de financiamento e acesso a fundos de investimento sustentáveis.

Isso porque investidores estão cada vez mais atentos às questões éticas, ambientais e sociais das empresas, pois reconhecem que estas dimensões são essenciais para a sustentabilidade e sucesso dos negócios a longo prazo.

7 práticas para ter uma gestão de compras eficiente

Para aprimorar a eficiência da gestão de compras na sua empresa, é fundamental adotar práticas estratégicas:

1. Estabeleça metas e indicadores-chave de desempenho (KPIs)

A definição de metas e KPIs é essencial para o sucesso da área de compras. Os indicadores devem ser escolhidos de acordo com os objetivos da sua empresa, para apoiar as decisões baseadas em fatos e dados.

Acompanhar o desempenho dos fornecedores, histórico de preços, qualidade da entrega, entre outros fatores, traz mais eficiência para o setor.

2. Desenvolva relacionamento de longo prazo com fornecedores

Desenvolver relacionamentos com fornecedores é fundamental para garantir a qualidade, a eficiência e a resiliência da área de compras, além de possibilitar negociações mais vantajosas e fomentar a inovação.

Fornecedores se tornam mais engajados quando percebem que são reconhecidos como parceiros estratégicos, não apenas como prestadores de serviços.

3. Centralize as informações de compras

Com dados disponíveis em uma plataforma para gestão de compras, as equipes de compras podem agilizar a tomada de decisão, identificar rapidamente o que precisa ser aprimorado e otimizar as estratégias de negociação com fornecedores.

Além disso, a centralização dos dados permite a rastreabilidade das informações, aumentando a transparência e o controle das transações.

4. Conte com a colaboração de outros setores

A colaboração entre a área de compras e outros setores da empresa é essencial para aprimorar os processos de aquisição, principalmente para que as decisões sejam mais acertadas.

Essa integração promove uma visão sistêmica da organização e contribui para ter mais eficiência na gestão de compras, além de aumentar as chances de redução de custos e inovação.

5. Gerencie os riscos de forma proativa

Identificar e gerenciar proativamente os riscos associados às compras, incluindo desabastecimento, variações de preço e qualidade, são fundamentais para manter a cadeia de suprimentos eficiente.

Isso envolve as práticas de gestão de fornecedores, como avaliação da capacidade técnica, operacional e financeira ao longo do processo de fornecimento.

6. Otimize o controle de estoque e evite desperdícios

A otimização do controle de estoque envolve várias ações, como previsão de demanda, visibilidade em tempo real, rastreamento de produtos e identificação da necessidade de reabastecimento ou ajustes.

Além disso, ao adotar as práticas de just in time (JIT), que produz somente o que é necessário, a empresa reduz os custos com possíveis desperdícios ou perdas.

7. Analise o mercado e atualize estratégias

Ter acesso a informações sobre tendências e inovações significa estar um passo à frente no mercado competitivo. Compreender as tendências de mercado possibilita a customização de produtos e serviços, de acordo com as demandas dos clientes.

Com esses dados, sua empresa pode ajustar as estratégias de compras em tempo real, principalmente em cenários incertos.

Conheça a solução do Mercado Eletrônico para gestão de compras. Clique aqui e saiba mais! 

Até à próxima! 😉