O mundo não está mudando. O mundo mudou. Prova disso, são as grandes mudanças e disrupções no mercado de trabalho recentemente, inclusive na liderança das organizações.

Vamos relembrar as mais significativas: o trabalho presencial deu lugar ao home office, empresas passaram a adotar processos tecnológicos, a liderança à distância passou a ser um grande desafio.

Para atravessar momentos de crise, empresas tiveram que romper com modelos ultrapassados de liderança tradicional, que costuma concentrar as decisões em uma só voz.

Os profissionais acabaram se aproximando mais um dos outros, buscando unir forças com um único objetivo: manter os negócios competitivos, mesmo em meio aos cenários incertos e adversos.

Todas essas transformações, que impactaram muitos setores e atividades diversas, vem alterando o perfil ideal da liderança e das suas equipes.

O futuro do trabalho é colaborativo

Para ter uma equipe de sucesso, o líder do futuro em compras precisa estar preparado para uma nova fase do mercado: a era da colaboração.

Na liderança colaborativa, todas as pessoas podem contribuir para o trabalho do time, com o propósito de alcançar os objetivos da empresa.

Quanto maior a diversidade, pluralidade de ideias e participação das pessoas nos processos, maiores são as chances de ampliar o potencial criativo e a inovação.

De olho nessa tendência do mercado, vamos esclarecer a diferença entre liderança tradicional e colaborativa, e como o conceito pode ser aplicado na sua equipe de compras.

Continue a leitura!

Liderança tradicional x liderança colaborativa

Existem diversos perfis de líderes e diferentes formas de exercer uma liderança. Porém, alguns tipos não funcionam muito bem na atualidade.

A seguir, conheça as principais diferenças entre liderança tradicional e liderança colaborativa.

Liderança tradicional Liderança colaborativa
Tomadas de decisão são centralizadas em uma pessoa. Ela decide sozinha o que é melhor. Tomadas de decisão são realizadas com a participação do time. Todos contribuem.
Há perda de autonomia, pois as pessoas ficam mais receosas e tomam menos iniciativas. Há ganho de autonomia. O time se sente mais à vontade para falar sobre possíveis melhorias.
O ambiente de trabalho é pouco animador, e as pessoas tendem a se sentir desmotivadas. Na maioria das vezes, ao pertencerem a um time colaborativo, pessoas se sentem motivadas.
As pessoas cumprem as tarefas por obrigação, estão mais focadas no volume que no resultado. O time tende a assumir responsabilidade pelas entregas, metas e resultados a serem atingidos.
Há pouca harmonia e mais conflitos entre as pessoas do mesmo time e com outras equipes. O ambiente de trabalho é harmônico, todos se sentem à vontade para expor opiniões e ideias.
Tem foco apenas na performance e no desempenho do seu time. Tem foco no potencial e no desenvolvimento das pessoas.
O líder tradicional tem pouco conhecimento do trabalho das pessoas. Ele não tem tempo. O líder colaborativo tem conhecimento do trabalho da equipe. Ele sabe quais são as atividades realizadas.
Na maioria das vezes, o líder não é aberto. Avalia os membros da equipe, mas não é avaliado. O líder é aberto, ouve feedback e é avaliado pela equipe periodicamente.
Líderes tradicionais costumam medir o desempenho do time apenas com indicadores quantitativos. Líderes colaborativos consideram tanto indicadores quantitativos quanto qualitativos para medir o desempenho do seu time.
Pessoas permanecem na empresa apenas motivadas pelo salário e benefícios. Pessoas permanecem na empresa porque sentem que são parte de uma equipe fortalecida.

Como ser um líder colaborativo em compras

Confira algumas dicas que separamos para ajudar você a exercer a liderança colaborativa na sua equipe de compras:

1. Procure montar um time diverso

A área de compras é muito dinâmica e requer pessoas diversas com perfis diferentes trabalhando juntas. Assim, com habilidades distintas, todas podem contribuir para o alcance de resultados.

2. Conheça bem as pessoas do time

O líder de compras precisa buscar conhecer cada membro de sua equipe, para entender como cada um pode contribuir para o crescimento do negócio.

3. Esteja aberto a aprender constantemente

Não hesite em perguntar o que não sabe para o seu time. Além disso, entenda que riscos sempre existirão e que não existe respostas exatas para todas as perguntas.

4. Compartilhe suas experiências

Sempre que possível, compartilhe suas experiências com a equipe, sua trajetória na área, sua história com a profissão. É uma forma de inspirar o seu time.

5. Desenvolva suas habilidades comportamentais

As habilidades comportamentais tornam um líder de compras mais preparado para o perfil da área. Afinal, já foi o tempo em que as habilidades técnicas dominavam o setor.

6. Escute o que as pessoas têm a dizer

Ter uma escuta ativa é fundamental para exercer uma liderança colaborativa. É uma forma de demonstrar interesse e de desenvolver a empatia.

7. Dê autonomia às pessoas

Um bom líder sabe delegar tarefas e dividir responsabilidades. A confiança na sua equipe aumenta a produtividade e, consequentemente, os resultados.

Neste artigo, exploramos uma das temáticas mais importantes para quem atua com liderança em compras ou pretende se tornar um líder. Compartilhe sua opinião e experiências nos comentários.

Gostou deste conteúdo? Para receber nossas publicações em primeira mão, informe o seu e-mail aqui.

Até a próxima! 😉